Quote da Semana

"Se você vai tentar, vá até o fim.
Caso contrário, nem comece."

- Charles Bukowski.

Resenha: A menina que brincava com fogo (Millennium#2) por Stieg Larsson.

Leia também a resenha de: Os homens que não amavam as mulheres (Millennium#1).
Cuidado! Essa resenha contém spoilers do livro anterior.
Lisbeth parece uma garota frágil, mas é uma mulher determinada, ardilosa, perita tanto nas artimanhas da ciberpirataria quanto nas táticas do pugilismo. Mikael Blomkvist pode parecer apenas um jornalista em busca de um furo, mas no fundo é um investigador obstinado em desenterrar os crimes obscuros da sociedade sueca, sejam os cometidos por repórteres sensacionalistas, sejam os praticados por magistrados corruptos ou ainda aqueles perpetrados por lobos em pele de cordeiro. Um destes, o tutor de Lisbeth, foi morto a tiros. Na mesma noite, contudo, dois cordeiros também foram assassinados - um jornalista e uma criminologista que estavam prestes a denunciar uma rede de tráfico de mulheres. A arma usada nos crimes não só foi a mesma como nela foram encontradas as impressões digitais de Lisbeth. Procurada por triplo homicídio, a moça desaparece. Mikael sabe que ela apenas está esperando o momento certo para provar que não é culpada e fazer justiça a seu modo. Mas ele também sabe que precisa encontrá-la o mais rapidamente possível, pois mesmo uma jovem tão talentosa pode deparar-se com inimigos muito mais formidáveis, e que, se a polícia ou os bandidos a acharem primeiro, o resultado pode ser funesto, para ambos os lados.

Esse é o segundo,- incrível -, volume da, - esplêndida -, trilogia Millenium.

Nesse volume vamos conhecer mais sobre a vida da excêntrica, apaixonante e inteligentíssima Lisbeth Salander. O livro se passa dois anos após o final de Os homens que não amavam as mulheres. Depois de ajudar Mikael e ainda salvar sua vida, Lisbeth Salander nunca mais falou com ele. Ele bem que vem tentando, mas não obteve nenhuma resposta.

Lisbeth, agora com uma conta bancária bem gorda, está viajando para vários lugares do mundo. Quando ela volta para Estocolmo três assassinatos acontecem, e ela é acusada dos três.

Mikael está trabalhando em uma reportagem imensa sobre o tráfico de mulheres provenientes do Leste Europeu. Ele e Dag Svensson, que parece ter provas para incriminar várias pessoas importantes que estão relacionadas de alguma forma ao tráfico de mulheres. Como promotores, juízes, policiais e jornalistas. Sua mulher, Mia Bergman está escrevendo uma tese sobre o assunto, Da Rússia com amor, e acaba também ajudando de alguma forma a grande reportagem da Millennium.

Quando Mikael, acompanhado de sua irmã Annika, vai ao apartamento de Mia e Dag encontra os dois brutalmente assassinados.

Pouco tempo depois Nils Bjurman, o tutor de Lisbeth Salander, é encontrado morto em seu apartamento.

Uma arma com as impressões digitais de Lisbeth Salander é encontrada jogada perto do prédio de Mia e Dag. O mesmo tipo de arma que foi utilizada para assassinar Bjurman.Tudo aponta para ela. Os investigadores vão então revirar seu passado para descobrir quem diabos é Lisbeth Salander. O seu passado não é nada bom e logo ela é classificada como: uma garota muito perigosa, altamente agressiva, com problemas mentais...

A imprensa toda a crucifica. Só Mikal Blomkvist acredita na sua inocência. Mas ele sabe que ela é violenta e que precisa encontrá – la antes que a polícia o faça.

Esse livro é incrível! Ele tem um início bem mais rápido e movimentado do que Os homens que não amavam as mulheres. O passado de Lisbeth me intrigou muito. O buraco na sua história que é classificado como “Todo o mal” me deixou tão curiosa que eu não podia parar de ler. A identidade do misterioso Zala também em deixou curiosa.

Fiquei novamente impressionada com a genialidade de Lisbeth. Os assassinatos também me deram um certo nó na cabeça. Não conseguia achar um culpado e teve momentos que cheguei a imaginar se Lisbeth não seria culpada por pelo menos um deles.

As cenas de luta nesse livro são... uau! Excelentes e de tirar o fôlego. O final e algumas revelações são de deixar o queixo caído. O modo como o autor vai entrelaçando as coisas é sensacional. 

Mikal Blomkvist continua sendo apaixonante. E um excelente jornalista. Foi bem inteligente tentando achar a Lisbeth. Gosto muito dele e do seu jeito honesto que sempre quer descobrir a verdade

Estou com medo de ler o último livro. Não quero pensar que só existe mais um livro com o Mikael Blomkvist e a Lisbeth Salander. Vou me sentir órfã.

Depois de todos esses: geniais, incríveis, maravilhosos... você não vai deixar de ler não é?

Onde comprar o livro? Extra/ Walmart/ Fnac.

Quotes!

"... o que quer que Lisbeth fizesse, embora pudesse ser juridicialmente duvidoso, não seria um crime contrário às Leis de Deus. Pois, à diferença da maioria das pessoas, Holger Palmgren tinha certeza de que Lisbeth Salander era uma pessoa autenticamente moral. O problema era que a moral dela nem sempre correspondia ao que preconizava a lei." pág.149


" Inocentes não exstem. Em compensação, existem diferentes níveis de responsabilidade." pág.389


Comentou nessa resenha? Preencha o formulário!
a Rafflecopter giveaway

12 comentários

  1. Muito Legal ,estou louca pra ler, vi o filme do primeiro livro e tem tudo pra ser ótimo ,quero comprar assim que puder.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Realmente, depois de tantos elogios não tem como deixar de ler. Aliás, preciso ler todos os livros!! Espero ter a oportunidade logo.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Nada a tirar ou por na sua resenha! "Esse é o segundo,- incrível -, volume da, - esplêndida -, trilogia Millenium" pela qual eu sou apaixonada, diga-se de passagem! Hahahaha E agora vou concorrer à "Branca de Neve", hahahah! Ficou engraçado assim, mas bem bacana! Parabéns! :)

    ResponderExcluir
  4. Já estou com a trilogia, pronta pra começar a ler. Adorei a história do primeiro livro e agora, também adorei a do segundo rsrs.
    E quando a quantidade dos livros, ouvi rumores de que não ia ser apenas uma trilogia, mas o autor morreu antes de escrever mais livros. :(

    ResponderExcluir
  5. Com certeza, foi assim que me senti. Orfã...gente, quem não leu essa trilogia não tem ideia do que está perdendo, eu não conseguia desgrudar do livro até terminar.Bora ler o ultimo. Vc vai amar. Bjksss

    ResponderExcluir
  6. Eu estou na metade do primeiro livro e devo confessar que somente agora está começando a andar a história, HAHAHA muito parado pro meu gosto.

    Beijos,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  7. Vou confessar que não li sua resenha, pois pretendo ler essa série um dia. Ela parece ótima! *-*
    Beeeijos

    Marina Oliveira
    http://distribuindosonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Como pude ainda não ter lido o primeiro? Estou muito entusiasmada com a sua resenha, a capa tá bem bacana e o autor tem sido bastante citado, quero mt ler !

    ResponderExcluir
  9. super legal to lendo esse livro e gostando muito ate agora

    ResponderExcluir
  10. Amei, e estou participando =)
    http://felicidadenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. owww, só tenho lido coisas boas a respeito desse livro e com ceteza pretendo ler, contudo só quando tive toda série, pois se me sentir como você vou querer ler uma atrás do outro.
    detalhe ainda não tenho nenhum :/
    mas, irei ler sim!
    bjs
    http://mahzinhasantana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. A série em livro parece ser bem mais interessante do que o filme. Eu comecei a assistir o filme e parei no meio... não gostei. E não sabia que era baseado na série, não gosto de ver o filme antes de ler o livro!!! Os livros sempre são bem mais recheados de detalhes. Ler a resenha foi melhor do que ver o filme!!! Se eu tiver oportunidade vou ler o livro!

    ResponderExcluir

Oi, pessoal! Obrigado por comentar e dividir suas opinioẽs, só tomem cuidado com comentários ofensivos.